sábado, 28 de dezembro de 2013

O NOVINHO 2014

Está a chegar ao fim! O ano... 
Em 2010 estava eu a escrever um pequeno texto retrospectivo onde falei de tantas coisas... o ano em que comecei a aventura do mundo universitário! Pois... já passou e eu concretizei, concretizei, concretizei.
Orgulho-me desse passo, de tudo o que fiz e vivi, cresci tanto, vivi tanto e agora é continuar a acreditar que vou continuar a concretizar e tenho tanto para concretizar...
O trabalho está neste momento à frente de tudo, é no trabalho que eu quero que o ano brilhe. Quero continuar a rir muito e a fazer rir, quero mudar de cidade, quero conhecer pessoas novas, viver bons momentos com os amigos, quero ajudar a minha mãe a ser mais feliz, proporcionar-lhe coisas novas e momentos que é agora que ela merece. Já vos disse que quero trabalhar muito! :) 
O ano que passou foi bom, com coisas menos boas que diria eu que fazem parte. Em 2013 mudei para sempre as minhas habilitações académicas. Ganhei coragem no tempo certo para mudar o meu “visual”, aí como foi preciso ter coragem. Mas é isso que me diferencia um pouco de tantas outras pessoas, quando digo que faço, faço, quando digo que terei coragem, tenho, quando digo que sou capaz, serei capaz, mesmo que não seja simples.
Vou fazer de tudo para que os 25 anos que já começaram sejam extraordinários. Sabemos todos que nem tudo corre como esperamos, no entanto se não acreditarmos aí é que tudo se torna ainda mais difícil! Eu acredito, eu sonho e vou atrás das concretizações dos meus verdadeiros sonhos.
Será um ano de mudanças, alegrias, sorrisos, concretizações e muita esperança.


O meu ano de 2013 foi mais o menos isto :)

BOM ANO A TODOS!




domingo, 22 de dezembro de 2013

É NATAL!


Já corre por aí a notícia que está a chegar o grande dia, o nascimento do menino de Jesus, este que nascera da imaculada Maria, sendo o seu dia (o dia de Maria, 8 de Dezembro) comemorado também como sendo meu, do meu aniversário.
É NATAL e gosto desta época! Gosto das luzes, dos sons e músicas natalícias, dos cheiros e das cores... como gosto de ver uma linda árvore de natal cheia de luzes e bolas, estas que combinem porque se não estragam a vista ;)
O frio cada vez mais dispenso, teima em gelar e a ficar no meio de nós! É bom sentir o frio num dia como o de natal, mas o Inverno dura muito e eu continuo a preferir o calor que só sol sabe partilhar.
Quanto aos doces, não sou muito gulosa, no entanto não dispenso o chocolate, quase todo ele me agrada e quando começo é me muito difícil parar.
A família é o factor principal do Natal, já foi tempo em que na minha mesa de natal éramos muitos, agora essa família dissipou-se e posso dizer que ficou a nata. Somos muito poucos mas os mais importantes. Já não se usa no meu natal a troca de presentes, a não ser para o mais pequeno porque esse também tem direito ao sonho de natal que eu também vivi.
A minha mãe que se rege por grande fé em Deus e nos seus santos, nunca me educou para o consumo, embora eu goste bastante de um dia de compras, mas para o Natal é coisa que nunca fui habituada, não tenho o hábito de as fazer e muito menos de as oferecer.
Sinto que gosto do natal não só pelo dia 24 ou 25, gosto do mês de Dezembro, do espírito que se cria durante um curto espaço de tempo. Acho que devíamos deixar ficar o ano inteiro as luzes e as cores que se proporcionam.
É tão bom sentir o quentinho da lareira, as luzes da árvore, o cheiro a doces da época, os sons que só soam e tocam nesta altura e o sorriso entusiasmante do meu afilhado de 7 anos enquanto espera pelo pai natal e pelos presentes.
Especialmente este ano acredito mais que nunca no natal, na força que nele se encontra e no calor que permanece pelo menos mais algumas semanas.
Feliz Natal a todos que continuam a ler o meu blogue! Muito obrigada a todos.


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

TRAVEL IN DREAM

Viagens de sonho que ainda não passaram disso. Mas mesmo que não passem de meros sonhos (coisa que não aceito que assim seja), são sempre viagens de sonho, as minhas viagens de sonho!
Já vos disse que gosto de sonhar? Sim, mas o que os torna interessantes é a concretização desses. Aí como sabe bem... Já tive MUITOS, muitos que maravilhosamente concretizei e outros tantos que continuam comigo, e que não se apagam até que se concretizem...
Ora bem, a primeira viagem de sonho é sem duvida e desde muito pequena ao Brasil... sim, Rio de Janeiro principalmente mas também São Paulo, Brasília, Bahia e tantas outras cidades que me lembram a minha infância. Foram tantos os momentos que passei a viajar para o Brasil através da janela mágica. A televisão fez-me conhecer um país que desde pequena considero um pouco meu, mesmo sem o conhecer. São tantas as paisagens que me fazem vibrar sempre que delas me recordo, a luz, as pessoas que levam a vida de uma forma mais “livre” e sorridente, grande parte que vê a força divina como o motor da humanidade o que tudo sabe e o melhor faz. Gentes que vivem ao som do samba, de chinelo nos pés e água de coco que todos queremos provar.
Aí como eu quero aquele calor, sentir o sabor e ver o cristo redentor!
Brasil me espera um dia :)

http://www.hothdwallpaper.net


Nada melhor que viajar para o Brasil ao som Antonio Carlos Jobim

sábado, 23 de novembro de 2013

A MINHA PROFISSÃO

Depois de um caminho cheio de diferentes histórias é no ano 2013 que eu escrevi uma das linhas mais importantes, “sou licenciada”.
Passei pelos papéis, telefones, computadores, pessoas ao balcão e dossiers, a caneta na sua função de “secretária” era o futuro que eu via como possível para o meu caminho e a minha história, afinal andar sobre rodas não me deixava deslizar por muitas hipóteses. Agora penso, seriam as rodas ou as cordas que amarravam os meus pensamentos e sonhos?
Desde pequenina, sim, ainda não cresci muito (sorrisos), mas o tamanho não é para aqui chamado, que vivo agarrada à televisão, desenhos animados claro, mas o que mais me prendia eram as novelas, brasileiras... eu sabia sempre tudo, a história, as personagens e até o que iria acontecer mais à frente... mas eu sabia mais. Com tão pouca idade, 6 ou 7 diria eu, eu sabia o que era o projac, sim eu disse o projac, o centro de produção da rede globo no Brasil. Eu sabia que era lá que se reunia tudo, tudo o que era preciso para se fazer uma telenovela, os cenários, às câmaras, os camarins, os objetos que utilizavam na decoração das “casas”... tudo, eu sabia que lá existia uma “cidade” completa que a televisão transformava em ficção.
Quando via televisão deixava-me envolver nas histórias que alguém escreveu, mas também ficava ali, a imaginar o que estaria acontecer por trás da câmara, sempre.
No entanto nunca pensei que era no audiovisual que estaria a minha profissão de sonho. É verdade, a vida encarregou-se de me guiar por várias histórias que me levaram a entrar para a universidade, o mundo do som e da imagem é mesmo a minha área profissional. Hoje sei, hoje sinto que valeu a pena todo o meu percurso, valeu a pena a minha licenciatura, os últimos três anos da minha vida.
Agora os sonhos continuam, a vontade é estagiar, trabalhar e aprender cada vez mais e mais, aquela aprendizagem que só a experiência ensina.
Vejo-me a transformar as imagens em um projeto único, completo, a edição de imagem é algo que me completa ainda mais.
É um mundo difícil de entrar, competitivo, mas é também isso que o torna apetecível, que dá vontade de não desistir, de continuar a acreditar que sou capaz e que um dia o sonho audiovisual completasse.

Vamos lá atrás da oportunidade para mostrar do que sou capaz ;)


terça-feira, 5 de novembro de 2013

10 ANOS!

É verdade, hoje ele faz 10 anos de vida e a pouco mais de um mês faz 10 anos que me acompanha... é uma vida, diria eu, é uma história de amor e carinho de quem afirma ter um verdadeiro amor e grande respeito por eles, os animais. É um companheiro no silêncio da tarde, nos passeios à rua que nós os dois tanto gostamos, na sua gulosa vontade em trincar tudo o que como, no seu bom dia com o rabo abanar e o seu delicado sentar aos meus pés e rodas para que lhe afague o volumoso pelo que o compõe.
Trocamos olhares, mimos e momentos que são e serão só nossos... foram até agora 10 anos, que sejam agora os que tiverem que ser mas que continuem a ser sempre da mesma qualidade dos que até aqui passaram. Sei que ele não lê o que escrevo mas sei que sabe o que sinto por ele tal como eu sei o que ele sente por mim. Sim, ele chama-se Fofo à 10 anos :D






segunda-feira, 23 de setembro de 2013

7 ANOS DE ALEGRIA

7 anos de alegria.
O Lucas nasceu a 20 de Setembro de 2006, à 7 anos que sou tia e “madinha” do miúdo mais encantador deste planeta. Adoro olhar para ele e sentir que também faz parte de mim, para além de ter também um pouco do meu sangue, tem todo o meu carinho. Olho para ele com olhos do mundo, com olhos de quem lhe deseja o melhor do mundo... esse melhor só ele sabe qual é, quero que seja um sonhador, com os pés assentes na terra mas com atitudes de quem vai e faz tudo para alcançar os seus sonhos e objectivos de vida. Sou um pouco assim mas gostava que ele fosse ainda mais, que não tivesse medo de cair, porque cair faz parte do caminho e é com essas quedas que aprendemos.
Foram 7 anos de muito sorrir quando estou ao pé dele, com a sua ingenuidade que só o tempo faz perder, com o brilho de quem ainda tem muito para aprender mas também para ensinar. Como todos, ele nasceu para fazer e ser feliz.

Parabéns Lucas!


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

"Portugueses com certeza"

Não só porque são portugueses, mas também, não só porque estão fora de Portugal (alguns), mas também, não só porque são criativos, mas também. Porque são jovens, porque acreditaram, porque não baixaram os braços, porque é bom partilhar com o mundo bons exemplos! Eu adoro ver e ouvir, porque inspira a minha vida e porque me faz a cada momento, não deixar de acreditar que eu também sou capaz de alcançar aquilo que quero. :) Uma vida sem feitos é uma vida sem sal.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

O vento sopra na minha Oliveira!

Não que eu seja expert em natureza, nas suas plantas, frutos ou árvores, sou cidade, carros, prédios, mas também sou vento, mar, flores e árvores...
Para mim o melhor que existe é o vento num dia de sol, ouvir o som do mar ou das árvores embaladas... A minha árvore preferida, sim, eu tenho uma preferência, é a OLIVEIRA, porquê? Bem, tenho uma em casa, no meu pátio de casa, bem visível, é só abrir a porta e ela lá está, faça chuva ou faça sol.
O vento, como eu gosto do vento... esse faz "brilhar" ainda mais a minha oliveira, faz criar movimento, dá-lhe ainda mais vida...
As azeitonas são pequenas mas belas, perfeitas aos olhos, diz quem sabe que não são boas para consumo, não estamos no local ideal para o cultivo destas, mas continuam a ser belas!
Hoje li sobre o culto das árvores e o que os nossos antepassados acreditavam ser o poder destas, a magia, o espírito dos deuses que nelas habitavam, ou habitam! Não sabemos....


Desde à muito que tenho a minha oliveira, penso que foi uma plantação da minha mãe num pequeno espaço de terra que tenho, naquela altura não lhe dei grande valor é verdade, mas já à alguns anos que olho para ela com outro olhar, algo nela que me cativa, não me perguntem o quê, porque não consigo construir uma explicação coesa, sei que ela é pequena, com muitas folhas, pequenas como as folhas das oliveiras têm que ser, verde, bem verdinha, com um tronco um pouco enrolado, pequeno e bastante claro, é linda. Dizer até que por vezes a minha mãe manda cortar-lhe bastante as folhas e os rancos, penso que uma vez por ano, eu não gosto nada dessa altura, porque penso que tiram parte da sua imponência, mas na realidade eu sei que é preciso e importante, acaba por crescer rapidamente.
Neste momento encontra-se cheia de folhas, muitas folhas, e o vento esse, continua a acariciar-lhe folha por folha. Nunca tive nenhuma ligação especial com nenhuma árvore, mas esta é especial, importante para mim, porquê? Não sei bem, talvez seja mágica ou viva nela um espírito! :D
Já agora dizer que é desta espécie que surge um dos produtos mais generosos e importantes da gastronomia do nosso país e do mundo, o Azeite! É o não é importante?


A minha oliveira é me muito especial!

A inspiração para escrever este post surgiu da mais recente publicação do blogue embaixada da floresta, aliás, projeto no qual eu tive a oportunidade de participar na produção em grupo do projeto plantamos árvores, partilhamos testemunhos.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

E hoje fomos ao ZOO!

Hoje fomos ao ZOO da Maia, o sr. Lucas ;) nunca tinha ido, por isso, nada melhor que o levar a fazer algo novo, à descoberta de coisas que ele nunca viu, é fascinante.
Todos aqueles animais só viu pela televisão, livros ou computador, mas hoje estes "transformaram-se" em realidade e todos o marcaram mas um em especial, o Leão Marinho Nico, nada, salta, bate palmas e tantas outras manobras que cativam a pequenada.

Mais um momento que desejo que guarde com ele como um sabor bem doce :)


sábado, 13 de julho de 2013

LICENCIADA

E pronto, o meu "tempo" académico terminou ontem.
Foi um sensação de alegria, alivio e ao mesmo tempo saudade ou tristeza (não sei bem).
Gostei da experiência, muito... foram três anos de pura adrenalina e trabalho, de diversão, partilha e sonho. Conheci pessoas novas e construí novas amizades, vivi novas experiências e superei-me em todos os sentidos. Sei que vou ter saudades deste momento da minha vida, mas esta experiência foi e é o percurso essencial para a continuação da minha "caminhada", deste percurso que eu própria tracei, eu propria sonhei e que acredito que vou alcançar.
Que bom que foi a sensação de entrar para a universidade à três anos atrás, que bom que foi produzir cada um dos trabalhos, cada kilometro percorrido (e foram muitos), que bom que foi cada gargalhada dada a cada dia, cada aula que tive (por muito que o sono me tenha vencido muitas vezes), que bom  que foi cada momento de lazer partilhado com amigos e parceiros desta aventura, que bom que foi terminar o meu sonho só com um recurso ;), só uma direta, muitas noites, muito cansaço, muitos nervos mas ao mesmo tempo muitas alegrias, que bom que foi passar a cada ano, o meu primeiro 18, que bom que é ser licenciada :D.