domingo, 11 de setembro de 2011

2º Ano

Ontem, dia 10, fez precisamente 3 anos que concretizei um dos meus maiores sonhos até hoje, tirar a carta de condução! Algo que eu sonhava intensivamente e que sabia que se tornaria uma das minhas fortes "armas" para me tornar cada vez mais independente!
Lembro-me desse dia, do que senti, do que me passou pela cabeça quando escutei que tinha passado no exame de condução! Acho que por muitas palavras que utilize para descrever esse momento, não serão as ideais, as suficientes... Foi mesmo um momento único e verdadeiramente incrível pelo qual vivi! Tornei aquele momento, de algo aparentemente normal de uma/ um jovem da minha idade, num grande SONHO.
Adoro conduzir! ;D

Mudando de assunto, está quase a começar mais um ano lectivo, o meu 2º ano em Som e Imagem!
Estou preparada para começar e mais uma vez cheia de vontade de entrar para vencer. É mais um sonho que tenho para realizar, este que tenho tanta força de vontade como em todos os outros grandes sonhos que realizei até hoje!
Cada dia que passa tenho mais vontade de "construir" as "paredes" de TODOS os sonhos que venho idealizando.

Mais uma vitória!? É para isso que vivo e trabalho todos os dias.

Karina Silva

terça-feira, 16 de agosto de 2011

UTOPIA

Porque à situações na vida que nos fazem acreditar, outras levam-nos a dúvida, ao mundo de questões quanto as possibilidades infinitas...
Porque sonhar é o meu lema, mas só com o sonho nada acontece, é na crua ou fugaz realidade que encontramos, ou melhor, temos que encontrar a beleza e perfumada sensação do mais puro e desejado sonho.
O segredo mais bem guardado do nosso completo interior encontra-se na profunda incerteza da possibilidade de existência da felicidade.
Porque a felicidade é algo pouco concreta e para muitos irreal e inacessível... É necessário acreditar que somos capazes, juntamente com a nossa crença é obrigatório movermos os nossos actos em direcção da linha recta das concretizações plenas das nossas grandes utopias.
Faltam-me as verdadeiras palavras para conseguir descrever a verdadeira saudade que tenho dos momentos porque tanto sonho.
Devo continuar a acreditar numa utopia que me persegue a muito tempo e em que na mesma tenho medo de dar um pequeno passo que seja em frente?
Em busca desta resposta numa procura verdadeiramente impaciente.

sábado, 2 de julho de 2011

1º Ano Católica

Ora bem, terminou à uns dias o meu primeiro ano da universidade... Um ano completo de sensações, actividades, muito ritmo, pessoas... Neste último ano iniciei um novo "mundo" na minha vida, o processo de adaptação não foi muito difícil, conheci muitas pessoas novas, com algumas delas posso dizer que vivi momentos bastante divertidos...
Regressei às verdadeiras salas de aulas, fruí de muito sono em algumas delas :P, tive momentos de tenção, muita pressão, não precisei, em comparação a muitos dos meus colegas, de fazer directas, no entanto, foram muitos dias em que trabalhei sozinha e em conjunto pelo noite fora... Mas sempre com algumas horas de sono de seguida, numa espécie de recompensa corporal e espiritual.
Este é um curso em que o tempo não para, aliás, o tempo "corre" e as entregas são mais do que muitas. Bem, nada que não seja possível, por isso, estou contente por ter terminado o primeiro, mais dois esperam-me, e como eu prometi, principalmente a mim própria, vou até ao fim... Gosto da área, é um sonho importante para realizar, este é o caminho para a minha verdadeira realização profissional e não só!
Foi verdadeiramente positivo este meu percurso (1º ano), acredito que os próximos também se revelem bastante compensadores, pois é para isso que trabalhei e continuarei a faze-lo pela frente.
Agora!? Agora as férias estão aí...

Karina Silva

sábado, 30 de abril de 2011

ACREDITAR PARA VENCER

À poucos dias passou pela minha vida alguém que me disse o seguinte, "mesmo que te digam que os teus sonhos são altos de mais, não ligues, porque tu vais concretizar todos eles, acredita nos teus sonhos", isto foi-me dito numa espécie de "premonição", acreditando ou não, os meus sonhos é algo que eu insisto em aplicar, dia após dia...
É verdade que em alguns momentos desmotivasse, desacreditasse, esmorece-se, mas no fim de tudo, eu acredito, acredito afincadamente que nasci para vencer, vencer os meus medos, os momentos menos bons, as palavras de desmotivação, os olhares "transformados", os sorrisos inexactos, os "passos" mal dados, as escolhas desacertadas, bem, basicamente tornar tudo isto o inverso...
Tento viver o meu presente intensamente ao mesmo tempo que vou construindo aos poucos o meu futuro, é aqui que entra novamente a minha verdadeira crença nos sonhos, nos meus sonhos, eu acredito.
É importante para mim, para além de acreditar nos meus sonhos, saber que conto diariamente com a presença ininterrupta do meu anjo, aquele que não me larga, a qualquer hora do dia ou da noite, é ele que ampara os meus "movimentos", que "guia" as minhas escolhas e que me ajuda a acreditar, sim, porque eu acredito.
Posso considerar a persistência como um lema na minha vida, persisto em continuar a acreditar, quando parece que não será possível, eu sei do que sou capaz, quem me rodeia também o sabe, sou capaz de TUDO e nada, nada me impede de chegar a onde quero e pretendo.
Pretendo muito, muitíssimo, tudo, tudo o que fantasio, seja a dormir ou acordada... quem não me conhece e imagina um mundo de "dificuldades", está na hora de me conhecer, quem escuta diariamente opiniões a meu respeito, medos, angustias... mesmo que venham de pessoas próximas e confiáveis, é hora de me abordar e dar asas ao coração, acreditar que é possível, porque a diferença não está no corpo, mas sim na alma.
Acredito que vamos mudar, temos que mudar. Vale a pena acreditar na vida, acreditar em nós, eu acredito.

Tenho dito ;)

quarta-feira, 9 de março de 2011

O CLICK

Um dia, encontramos alguém que acreditamos gostar, na realidade gostamos, veneramos o olhar, o rosto, as mãos, os gestos, as risadas, o corpo, a alma... idealizamos verdadeiras cenas de cinema, momentos que desejamos um dia viver, sonhos de contos encantados...

Convivemos diariamente com o nosso "desejo" e cria-se a vontade de que aqueles momentos permaneçam na eternidade, no entanto, o fim daquela rotina chega e a visível "separação" é inevitável...

Os momentos iniciais são de muita esperança, talvez de alguma fantasia e tempo de acreditar nos sonhos.

O tempo, esse que todos dizem ser um verdadeiro amigo, aumenta o desejo e também a saudade, mas é importante continuar a acreditar e a sonhar.

Parar o tempo é impossível, dessa forma a vida continua ao ritmo que queremos, os momentos variados multiplicam-se na nossa vida, as pessoas chegam e partem, algumas passam e outras permanecem, até que um dia talvez também se "retirem".

Os sentimentos, esses alteram-se com o tempo, a passo lento, de forma subtil, inexplicavelmente chega o momento em que olhamos para traz e sentimos vontade de sorrir, foi BOM tudo o que vivemos, conhecemos e acreditamos, mesmo que alguns dos sonhos e fantasias não se concretizem, tudo deve ter a sua explicação, um dia a resposta para todas as múltiplas perguntas que criamos irão chegar, talvez aí o sorriso que demonstramos até então passe para um gargalhada.

Permanece a saudade e a alegria de te ter conhecido, afinal estamos tão perto mas ao mesmo tempo tão longe...

sábado, 26 de fevereiro de 2011

ACREDITAR

O tempo passa e vivesse momentos dos mais variados contextos, bons, menos bons, sorrisos, lágrimas, gargalhadas, medo, alegria...

O tempo passa e as saudades aparecem, permanecem e teimam em permanecer... não querem ir embora, talvez seja eu que não as deixe escapar, talvez...

O tempo passa e a "louca" vontade permanece, a vontade de te ver, de te encontrar, de te falar, de te tocar, de te...

O tempo passa e eu vou subindo "degrau" a "degrau" nos meus objectivos académicos...

O tempo passa e a minha vontade de vencer aumenta a toda a velocidade...

O tempo passa e eu passo e cresço cada vez mais com ele...

O tempo passa e eu continuo a acreditar que TUDO É POSSIVEL.

Acredito que vai valer a pena o tempo passar.

domingo, 30 de janeiro de 2011

FACEBOOK

Existe várias redes sociais... tenho hi5 e facebook.

Inicialmente o hi5 deu que falar, mas não foi algo que me fez prender muito ao computador, até que me é "apresentado" o facebook. Após criar a minha conta, não foi algo que eu acreditasse que me iria fazer "prender", no entanto criei a conta simplesmente porque alguns amigos já tinham aderido.

Neste momento, já me considero "ligada" ao facebook, o hi5, esse continua activado, não sei exactamente por quanto tempo, é um local que frequento, não sei, talvez uma vez por mês, já raramente me lembro dele... Quanto ao facebook... Esse é algo que aprendi a gostar, é uma forma de comunicação, partilha de dados e conhecimentos, dos mais variados... Alguns sem muita importância outros que até marcam verdadeiramente a diferença.

Neste momento e acredito ferozmente que devido ao facebook, deixei de ligar, por exemplo o Messenger, acho que é algo que não me faz falta, ao contrario do facebook.

Agora que estou "parada" (em férias da universidade), utilizo muito frequentemente o facebook, mas durante as aulas, não sei, mas acho que o abro uma vez por dia, depende.

Talvez já esteja "viciada" nesta "grande" rede chamada facebook!

Bem, também não tenho outros vícios, tinha que adquirir algum, ah esperem, acho que o chocolate na minha vida já é um vicio :D

Karina Silva