sábado, 18 de setembro de 2010

ERRAR É HUMANO

Errei...

O tempo não volta para traz e por isso não tenho como "apagar" os momentos "errados".

Neste momento tenho vontade de pedir perdão, não sei como o fazer... tenho vontade de te ver, mas não sei como te encontrar, tenho vontade de te tocar mas cada vez mais sinto-te longe, tenho vontade de fazer parte da tua vida...

Estava triste quando errei, mas agora arrependo-me de o ter feito, todos erramos e todos temos direito ao perdão.

Sinto-me perdida, não sei o que é o certo ou o errado, tenho a ansiedade de quem espera e tem medo de não alcançar...

Perdoas-me?

terça-feira, 7 de setembro de 2010

ONTEM, HOJE E AMANHÃ

Últimos dias de férias...

Estou prestes a iniciar uma nova etapa na minha vida, mais uma, esta que considero "um passo de gigante" no meu percurso, entrar para a Universidade.

Tive medo de não conseguir, mas consegui... vou entrar num "mundo" em que ainda não me consigo imaginar verdadeiramente...

Uma etapa que considero o TUDO ou nada, aqui não existe espaço para "brincar", para deixar "andar", estou pronta para entrar e vencer, é nisso que eu acredito sempre, em todas as novas "aventuras" em que me coloco.

Assustada? Sim, bastante... assustada com a "dimensão" que este salto tem na minha vida, com medo das praxes, com medo do grau de dificuldade, simplesmente com medo de tudo e medo do "nada", medo do que vem por aí, do que deixei para traz, do que está terminado, do que ainda está por terminar e por aquilo que ficou a "meio"... pelo não explicado, pelo mal resolvido, pelo que entendi, pelo o que não entendi e pelo o que pensei ter entendido.

Encontro-me num momento de saudosismo de tudo o que vivi, senti e sinto... saudades de tudo e de todos.

Com vontade de mudar algo, de ME mudar, principalmente a minha forma de expressar o que "vai cá dentro", acredito que um dia destes vou conseguir escrever de uma forma mais directa, sem rodeios... embora que "para bom entendedor, meia palavra basta".

Basta neste momento dizer que no meio do "medo", da saudade e da "louca" vontade de mudar, estou confiante em mim e nesta etapa que inicio dentro de dias.

Vou ser caloira...